domingo, 21 de Julho de 2013

Peso livre ou aparelho: o que é melhor na musculação?

Texto em português do (Brasil)
Fonte. www.musculosp.comOs exercícios de musculação podem ser realizados de duas formas: em aparelhos ou com pesos livres. As duas opções estão disponíveis na maioria das academias, cabendo a instrutores e alunos decidir qual deles usar. Mas afinal, tem diferença? Tem sim.

Os aparelhos são uma espécie de guia para os exercícios, facilitando a realização do movimento correto. Eles também dão apoio para o posicionamento do aluno. “São indicados para alunos iniciantes”, afirma Jr. Crocco, personal trainer da Body Systems.

Já os pesos livres requerem mais equilíbrio e atenção à postura. “O movimento é sustentado pelo próprio corpo”, ressalta o personal. Na verdade, a sustentação é feita por uma parte específica do corpo, chamada Core.

Ela consiste na região do abdome, lombar e glúteo, uma espécie de centro de equilíbrio da pessoa. “É preciso ter mais consciência corporal para treinar com pesos livres”, afirma Fabiana Queiroz, coordenadora de uma unidade da academia Contours em Fortaleza.

O peso livre exige equilíbrio além da ação pontual do músculo trabalhado. Ao exercitar o bíceps do braço, por exemplo, é preciso estar atento às pernas e às costas, que dão suporte ao movimento.

É um esforço adicional, que resulta em uma queima extra de calorias. Isso é uma vantagem para mulheres que fazem musculação para perder peso. “Embora seja preciso complementar o treino com exercícios aeróbicos”, adverte Jr. Crocco

Algumas pessoas têm dificuldade em manter a postura correta nos exercícios livres, comenta Fabiana. Isso pode acabar gerando lesões durante o treino, especialmente quando a academia não fornece a devida atenção aos alunos.

É preciso um acompanhamento próximo do instrutor enquanto o aluno estiver se adaptando ao exercício. Assim, é possível evitar não só problemas de postura, mas também movimentos bruscos e inadequados, que podem causar lesões.

Jr. Crocco explica que muitas alunas preferem os exercícios nos aparelhos, porque eles são mais simples de realizar. E eles realmente podem ser mantidos mesmo nos treinos mais avançados.

“No início, o aluno faz mais exercícios no aparelho e poucos com peso livre. Depois, usa mais o peso livre, mas sem abandonar por completo os aparelhos”, ensina.

Ao ganhar mais massa muscular, comenta Jr. Crocco, a própria manutenção do músculo gasta mais energia devido ao próprio metabolismo. Outra vantagem para quem quer entrar em forma.

Faça seu comentário ou pergunta no link abaixo "Comentários"

2 comentários:

  1. Eu tenho uma visão oposta quanto ao uso de pesos livres. Acho que eles devem ser usados especialmente pelos iniciantes. Explico.

    Se o aluno começa fazendo exercícios em aparelhos, com baixa carga, ele não aprende a postura correta, não fortalece a musculatura estabilizadora e não desenvolve a propriocepção necessária para o exercício livre.

    Quando chegar o momento de prescrever um exercício livre, p.ex., o agachamento, ele não saberá fazer corretamente. Vai querer manter o mesmo esforço q fazia o leg press e vai fazer com a forma completamente errada. Para corrigir, ele teria que diminuir o peso e reaprender. Então por que voltar? Por que não já ter começado de leve?

    Primeira prescrição? Agachamento livre com o próprio peso do corpo ou somente com a barra, sem anilhas. Instrutor do lado, orientando e corrigindo. Muito mais fácil corrigir só com a barra que com 80 quilos de carga. E a musculatura estabilizadora e motora secundária específica tem chance de se desenvolver paralelamente.

    No outro extremo, os exercícios com máquina devem ser feitos por alunos avançados, como complementação.

    Chega um momento do treino em que o factor limitante para o exercício não é a musculatura principal, mas outros componentes. Mantendo o exemplo, não é possível fazer _correctamente_ um agachamento com 400 kg, mas não duvido existir gente que faça um leg 45˚ com essa carga.

    Ou seja, o exercício em aparelho serve para isolar a musculatura treinada e usar uma carga que, de outra forma, seria difícil, se não impossível.

    Realmente é mais prático para um instrutor de academia (normalmente mal remunerado e tendo que supervisionar mais alunos que humanamente possível) colocar um iniciante para fazer um exercício guiado, mais fácil e com menor chance de acidentes e lesões, que ficar ao lado do aluno, ensinando-o a forma correcta.

    Obs: Não sou educador físico. Para melhor orientação, procure um treinador formado e de confiança.

    ResponderEliminar
  2. Olá. Obrigado pelo seu comentário. Até certo ponto você tem razão, mas na verdade o maior objetivo do trabalho em aparelhos na maioria dos casos é adaptar o corpo (musculos, tendões e articulações) para treinos de maior intensidade que surgirão futuramente.

    Neste caso estou a referir-ma a maioria, ou seja, iniciantes ou pessoas que estejam retornando aos treinos.

    No caso dos iniciantes os exercícios executados em aparelhos tem como objectivo melhorar a biomecânica da execução como também aumentar a consciência corporal da pratica do mesmo evitando qualquer tipo de lesão devido má postura ou erro na execução.

    Quero lembra-lo que o exercício com o peso livre requer uma maior atenção não só na execução do mesmo, mas também na correcção postural em um todo, na contracção de alguns músculos secundários durante o exercício como a "contracção abdominal", o equilíbrio, entre outros.

    Sendo assim é de grande importância adquirir na fase de adaptação uma consciência corporal apurada para iniciar o ciclo de pesos livres com qualidade e segurança.

    Estou a sua disposição. Grande abraço e bons treinos!

    ResponderEliminar